PSICOTERAPIA

INTEGRADA

Os tempos atuais nos pedem a busca por alternativas para encontrar equilíbrio no dia-a-dia.

O processo psicoterapêutico é um espaço de diálogos reflexivos que abrem a oportunidade de exercitar novas visões sobre si, ampliando a consciência de suas atitudes e emoções.

 

A partir desse aprendizado dinâmico e contínuo, a pessoa se fortalece para por em prática novas maneiras de lidar com seus desafios, ganhando qualidade de vida.

Um espaço aberto à reflexão de questões diversas da vida, podendo haver um tema específico ou não.

A partir dos encontros semanais ou quinzenais, a pessoa vai se tornando consciente de suas escolhas, comportamentos, emoções e passa a compreender melhor como lidar com seus temas, podendo encontrar novas respostas e maneiras de viver.

Durante as sessões pode-se usar técnicas ou recursos que auxiliem na percepção do cliente sobre alguma situação determinada, sempre respeitando seu ritmo e suas descobertas.

O processo psicoterapêutico não tem um período pré-determinado para ocorrer.

Quais benefícios esse trabalho pode trazer:

  • Ter maior consciência e aceitação de si.

  • Aprender a lidar melhor com suas emoções.

  • Encontrar novos caminhos para ação.

  • Encontrar seu equilíbrio e eixo.

  • Aprender a dar novas respostas frente a desafios.

  • Ampliar sua percepção sobre a sua maneira de lidar com o ambiente externo, trabalho, relações.

  • Ampliar sua percepção sobre suas escolhas e exercitá-las.

  • Entre outros.

Minha visão e influências

Ainda hoje observo pessoas compreendendo que processos terapêuticos atendem apenas a quem está “adoecido” de alguma maneira.

Em meu ponto de vista, que a psicoterapia pode ser uma excelente maneira de prevenir problemas, doenças, entre outras questões. O melhor presente que alguém pode se dar é um momento para o autocuidado e autoconhecimento, abrindo possibilidades diversas em todos os aspectos da vida.

A prática do meu trabalho integra desde a Graduação em Psicologia, quando escolhi estudar as abordagens sistêmicas, cognitivo-comportamentais e integração fisiopsíquica, somando minha atuação organizacional e a Especialização em Terapia Organizacional, que abrange uma leitura ampla e inclui de maneira consistente a importância da visão integral, unindo mente e corpo no processo - ambos se apoiam nas questões que emergem durante as sessões.

Acredito no olhar sistêmico, que considera os aspectos físicos e corporais, emocionais, mentais, espirituais e sociais. A transformação pessoal ocorre de forma integrada, sendo que cada um desses aspectos impacta nos demais.

Considero o olhar para a saúde integral, a busca pelas potencialidades e recursos de cada pessoa para buscar o melhor para si fundamentais em um processo psicoterapêutico.