Quais hábitos habitam em você?

26 Jul 2017

 

 

 

Hábitos. Todos temos. Vários. Nos organizam, permitem uma estabilidade que pode ser bastante saudável na medida em que nos mantém coerentes em nossas maneiras de ser e comportar. Encontramos inúmeros livros e artigos falando sobre listas de hábitos de pessoas eficazes, felizes, bem sucedidas. Não necessariamente estas listas o levarão aos mesmos resultados, mas parar e observar por quê fazemos o que fazemos pode ser uma interessante descoberta!

 

Quando falamos sobre os hábitos, pensamos em saúde, alimentação, rotinas pessoais e profissionais, a maneira como levamos nossa vida cotidiana. Buscando definições sobre a palavra hábito encontrei algumas que nos levam a iniciar essa reflexão: “mania, ação que se repete com frequência ou regularidade, prática repetida que se torna conhecimento ou experiência, modo regular de ser”(do dicionário Online de Português). E para onde estas ações e costumes estão nos levando?

 

Como funcionamos em casa? Com amigos? Com equipes e chefes? O que gostamos em nossa rotina? O que custaria muito deixar de fazer? Quais benefícios esses hábitos me trazem? Quais problemas eles me trazem? O que me define quando digo “eu sou assim”?

 

Nem sempre sabemos de onde essas ações repetitivas vêm. Por vezes a sensação é a de que “elas sempre estiveram ali”; há momentos em que só percebemos isso quando alguém faz algo de um modo totalmente diferente e eu consigo me dar conta do meu próprio jeito. A família, a tecnologia, a cultura, a convivência nos influencia em nossos hábitos, que passam a ser aceitos e reforçados muitas vezes. E vão muito além de atitudes – são pensamentos, crenças, repetições de falas para si e para os outros, que vão nos moldando, com formas bem robustas.

 

Lembro-me de quando passei a morar sozinha, o quanto levei de hábitos da minha família comigo até encontrar o meu próprio jeito de arrumar a casa, comer e preparar alimentos de modo diferente, criar rotinas e horários que antes estavam totalmente instituídos, sem nenhum questionamento.

 

E como pode ser nossa rotina de vida se revisitarmos esses hábitos e até experimentarmos novas possibilidades? Experimentar levantar em um novo horário, praticar uma atividade diferente, criar uma nova rotina. Essa experiência pode funcionar com disciplina e quando enxergamos benefícios ao inseri-la na vida – vou perder peso, meu dia ficará mais produtivo, vou realizar uma satisfação pessoal, vou dar atenção a algo que antes não conseguia. A persistência pode ajudar a torná-lo um hábito bom, que vai para a lista de hábitos eficazes!

 

O importante desta provocação é realmente parar e dar uma olhada em volta – permitir-se uma momentânea “desorganização” daquilo que parecia funcionar tão bem e poder se surpreender com algo que pode até funcionar melhor! Ou mesmo ter a certeza de que alguns hábitos que nos habitam são ótimos e podem até servir de exemplo para outros!

 

Faça sua lista pessoal. Que atividades, pensamentos, repetições fazem parte de seu dia? Você gosta deles? Quais hábitos habitam em você?

 

 

Share on Facebook
Please reload

Arquivo
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Procurar por Tags
Siga
  • Facebook Basic Square