Como viajar sozinha me fez descobrir mais sobre quem sou!

21 Mar 2018

Viajar é um tema fascinante para muitas pessoas. Lembra descanso, lazer, descontração, mudança de rotina e ritmo e, claro, férias! Eu obviamente me incluo no grupo de pessoas que acredita que esse é um dos melhores investimentos da vida e a cada viagem que faço percebo que me aprofundo mais em mim mesma! E isso acontece mais ainda quando faço viagens sozinha! Elas sempre têm algum momento certo e espaço para acontecerem!

 

Acabei de criar um novo projeto de atendimentos em Coaching, pensando justamente em quem gostaria de viver essa experiência, mas ainda não conseguiu dar esse passo – por diversos motivos – deixar a família, pouca coragem, muito medo, não ter o hábito de estar sozinho e ter a sensação de que isso não vai dar certo, enfim, cada um terá suas justificativas!

 

Mexendo nisso, comecei a reviver e recordar minhas experiências. O fato de trabalhar muito tempo em uma multinacional e, ainda por cima, em uma rede hoteleira, me obrigou cedo a me deparar com deslocamentos para lugares diferentes e desbravar, mesmo que um pouco, essa possibilidade. Ainda que estivesse trabalhando, sempre busquei a possibilidade de ir aos arredores – e aí deu para começar a sentir o que poderia ser isso! Vamos ganhando coragem de sair, não mais nos importando de não termos outras companhias e nos dando a chance de desbravar lugares, comer em lugares bacanas, sentar num parque e apreciar - tem muitas coisas interessantes por aí!

 

Minha primeira viagem de férias sozinha foi em 2006 e acabei indo para um vilarejo na Bahia – foi uma maneira de me sentir mais segura – local pequeno, gente acolhedora, passeios com a possibilidade de formar grupos. Sim, conhecemos muitas pessoas quando estamos sozinhos, e elas querem conversar conosco! Essa foi uma das primeiras descobertas e, junto com ela, aprendi sobre quando estar em grupo ou não – viva a liberdade de se fazer o que quer! Também nessa ocasião tinha uma amiga vivendo em uma cidade próxima, peguei um ônibus local para fazer acontecer um encontro depois de muitos anos! O gosto do retorno foi muito bom! Eu fui, eu conheci, eu desbravei, eu escolhi, eu descansei, eu fui eu 😊!

 

Depois dessa experiência busquei diversas outras – desde fazer um retiro ou uma trilha, ou ir para um novo vilarejo ou outro país. O legal é que não importa tanto o tamanho que ela terá aos olhos dos outros, mas sim a nós mesmos! Cruzei com diversas pessoas que me perguntaram, “mas por que sozinha?”. Elas provavelmente ainda não tiveram a chance de descobrir o quão transformador pode ser viajar com sua própria companhia! Meu último aniversário foi comemorado viajando sozinha para a Chapada Diamantina e foi muito especial!

 

O simples fato de não ter com quem falar sobre o que levar na mala, qual vai ser o roteiro do dia seguinte, onde vou à noite, pode causar um certo desconforto, ou pode gerar um grande empoderamento de que podemos fazer escolhas simples e complexas, sabendo que sempre há informações em algum lugar, pessoas abertas e disponíveis para te ajudar e também que não saber tudo é muito legal!

 

Um grande exercício que aprendi é: tenha um plano, mas não 100% do tempo! Quando a segurança e conforto de estar só já chegou, podemos nos permitir sair sem destino e ir nos perdendo e nos encontrando em ruas, paisagens, hábitos locais, papos inesperados, trocas muito ricas e descansar das preocupações. E a viagem se constrói por si só! Fazemos estudos profundos sobre Gestão de Projetos, Desenvolvimento de Competências Pessoais, Teoria do Flow, Empatia, etc., 😊, quanto aprendizado! Acima de tudo aprendemos mais sobre quem somos – como funcionamos em situações novas, o que gostamos de experimentar e qual é o nosso limite, quais vozes vem conversar conosco às vezes...sim, levamos toda a nossa bagagem junto!

 

E a volta para casa traz, muitas vezes, vontade de fazer mudanças, criar novos hábitos, dividir aprendizados com quem ficou. Você nunca viveu essa experiência? Recomendo fortemente! Pode ser longa, curta, distante ou não – em todas você estará vivenciando uma bela história sobre você mesmo(a)!

 

Conheça mais sobre meu projeto: “Viajar sozinho(a): tornando possível meu vôo solo”!

 

 

 

 

Share on Facebook
Please reload

Arquivo
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Procurar por Tags
Siga
  • Facebook Basic Square