Sem medo de lidar com as incertezas – Exercitando novos pontos de vista

4 Oct 2018

 

Se tem algo que é certo é de que a vida é totalmente incerta! E que medo dá isso! Porém olhando os acontecimentos diários estes fatos ocorrem o tempo todo – sejam eles pequenos ou de grandes impactos. Somos expostos e vulneráveis e podemos tirar proveito dessa experiência, podendo vivê-la com mais fluxo e menos sofrimento!

 

Acordamos pela manhã e já temos uma agenda cheia para cumprir. Reuniões de trabalho, afazeres familiares, cuidados com o corpo, etc. Tudo vai correr 100% da maneira como planejei, aliás, com os tempos já muito bem organizados. E aí no meio do dia seu chefe decide mudar o escopo da reunião, o carro quebra, a escola do seu filho liga contando sobre um incidente que exige sua presença, etc. Assim são os fluxos naturais, e não os da nossa agenda!

 

E claro, ainda vivenciamos questões maiores – a necessidade de algum gasto fora do orçamento, um sério problema de saúde, uma demissão, um divórcio, entre tantos eventos que podem sim abalar nossos eixos e exigir mudança, readaptação, ajuda externa e tempo para outra vez nos sentirmos minimamente equilibrados.

 

Pensar sobre possíveis acontecimentos como estes pode nos dar um frio no estômago e porque não dizer: medo! Medo da insegurança da cidade, medo de perder a saúde, o dinheiro, o companheiro, o trabalho. Medo de sentir-se em crise, vulnerável, sem respostas.

 

O ponto é que todos de alguma maneira precisaremos em algum momento enfrentar situações inesperadas e que podem sim ser complexas. Mas e se, ao invés de alimentarmos esses medos, antes mesmo delas ocorrerem, pudermos exercitar novos pontos de vista e permitirmos conviver com essas incertezas de outras formas?

 

Uma demissão pode me abrir portas nunca antes imaginadas, uma doença pode ser o inicio de uma cura mais profunda que eu relutei a enxergar, e meu corpo como último pedido me deu sinais, e assim por diante. Quais enfrentamentos eu já tive e como me saí deles? Que situações inesperadas acabaram me levando a pessoas, conhecimentos, crescimento pessoal que eu não teria se apenas estivesse cumprindo minha agenda em 100% ?

 

Como posso diariamente exercitar as incertezas e me fazer novas perguntas – O que ainda não considerei? O que mais tem aqui? Como isso pode ser diferente? Com o que posso me surpreender hoje? E por que não dizer que esse exercício pode mudar minha visão sobre os acontecimentos quando eles chegarem? Se algo está mudando o rumo das coisas, o que mais tem ali para mim? Como pode ser mais leve viver tudo isso?

 

Se encontrarmos formas simples de inserirmos e aceitarmos a vulnerabilidade em nossa rotina, possivelmente esse medo é substituído por novas maneiras de lidarmos com o que nos chega, apenas aceitando que isso também faz parte da vida. Vamos ver, por onde começo a lidar com isso? Que recursos eu tenho? O que estou sentindo agora? Será que me lembro de alguém que possa me apoiar nesse momento? Como essa situação pode melhorar? Se eu entrar em um estado de confiança, as soluções e respostas chegarão, e não preciso alimentar meu medo, que ao contrário, me paralisa.

 

Experimente inserir essas perguntas e provocações em sua rotina! E a vida pode seguir seu fluxo incerto, e ir nos apresentando e nos surpreendendo com possibilidades que antes não caberiam em nossos calendários!  Divirta-se!

 

Share on Facebook
Please reload

Arquivo
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Procurar por Tags
Siga
  • Facebook Basic Square